Notícia

Aumento de casos de caxumba

Dicas de saúde

   4 de julho de 2016

Vacina para caxumba

Porto Alegre registrou até o final do mês de junho 113 casos

O número de surtos de caxumba no Brasil tem aumentado de forma significativa nos últimos anos, batendo recordes anuais em diversos municípios brasileiros. Segundo o vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri, há no país uma geração de jovens adultos que não recebeu as duas doses da vacina contra a caxumba e está mais propensa a ter a doença.

Somente em Porto Alegre, até o final do mês de junho, foram confirmados 113 casos, conforme a Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS). Além da maior quantidade de casos, o perfil dos contaminados também mudou. Nos últimos anos observou-se deslocamento da faixa etária da caxumba – que era mais comum em crianças pequenas – para crianças acima de dez anos, adolescentes e adultos jovens. Não é possível determinar um único motivo para isso, mas a falta de imunização é uma hipótese. A caxumba não é considerada uma doença perigosa, mas pode evoluir para uma meningite leve e inflamação nos órgãos reprodutores.

Ainda há surtos em outras cidades brasileiras e também em outros países. A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, entrou para o calendário básico de vacinação, a crianças de 1 ano de idade, em 1996. Desde 2013, o Ministério da Saúde recomenda uma dose da vacina tríplice viral ao atingir 1 ano de idade e uma dose da vacina quádrupla viral ao chegar ao 1 ano e três meses de idade.

Saúde PAS

19 anos promovendo soluções em saúde!

PORTO ALEGRE:
Rua Jerônimo Coelho, 212 - 2º andar - Centro
51 3092 4800

Novo Hamburgo:
Av. Lima e Silva, 144 - Centro
51 3065 3298

Caxias do Sul:
Rua Moreira César, 2654 - São Pelegrino
54 3419 2499

OUVIDORIA
ouvidoria@saudepas.com.br
51 3092 4808

Copyright 2016 - Saúde PAS - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por BigHouseWeb